Milagre do Dia: Médicos consideram vida de bebê dado como morto no ventre e que passou a respirar após o parto um “milagre”



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Médicos consideram vida de bebê dado como morto no 
ventre e que passou a respirar após o parto um “milagre”
Médicos consideram vida de bebê dado como morto no ventre e que passou a respirar após o parto um “milagre”
Um bebê que foi considerado morto ainda no ventre de sua mãe, e que após o parto, passou a respirar e se movimentar, completou um ano de vida e tem atraído a atenção da mídia internacional.
De acordo com informações do jornal inglês Daily Mail, os médicos haviam orientado a mãe, Alex Jones, de 21 anos de idade, a preparar o funeral do bebê, pois durante exames pré-natais, os batimentos cardíacos do bebê não haviam sido detectados. Porém, assim que o parto foi concluído, o bebê, chamado de Cohan, o bebê passou a respirar e movimentar os dedos.
Os médicos e enfermeiras classificaram o fato como um “verdadeiro milagre”, e Cohan, agora com um ano de vida, passou a ser chamado como “bebê milagre”.
Cohan nasceu com apenas 800 gramas, e precisou passar cinco meses na incubadora, lutando contra infecções e tendo seus batimentos cardíacos monitorados. Nesse período, o bebê foi alimentado por uma sonda, para ganhar peso e se fortalecer.
A mãe, que mora na cidade de Merthyr Tydfil, no sul do País de Gales, afirmou que mesmo com o bebê respirando, os médicos achavam que ele não sobreviveria: “Quando eles me entregaram, todos ficaram chocados, pois ele estava respirando. Ninguém estava preparado para isso. Mas, mesmo assim, deram-lhe pouca chance de sobreviver”, contou.
Durante a festa de aniversário do “bebê milagre”, Alex Jones contou que diversas memórias vieram à tona, e que o sentimento é de felicidade: “O aniversário de Cohan trouxe de volta muitas memórias, apesar de estarmos todos muito felizes de vê-lo. É difícil de explicar. O que eu passei, com o nascimento e esperando para descobrir se Cohan sobreviveria – que era o momento mais terrível e perturbador da minha vida. Mas agora, com seu primeiro aniversário,  depois de tudo que aconteceu, me sinto tão feliz…”, relatou a mãe.
A mãe ressalta a luta do bebê pela vida: “Ele sorri. Ele é um bebê muito feliz e um menino que realmente lutou por sua vida. É um alívio vê-lo sorrindo. Até mesmo os médicos não conseguem acreditar o quão bem ele está agora”, comemora.
Fonte: Portal de Notícias Gospel+

Deixe sua opinião

Obrigado por comentar!
Tenha um dia abençoado e que as bênçãos de Deus sejam sempre frequentes em sua vida! Amém.

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!